Lucy concedeu uma entrevista a Cosmopolitan onde revelou alguns dos produtos que usa em sua rotina de beleza. Confira traduzido abaixo:

Embora ela insista que ainda está aprendendo a fazer sua própria maquiagem (acho que ela só está sendo modesta), Lucy Hale é uma garota bonita. Ela não tem apenas uma . rotina de cuidados com a pele que consiste em usar máscaras faciais toda semana e lavar seu rosto toda noite pelo menos três vezes (com um óleo removedor, creme removedor e leite removedor, nessa ordem), ela admite que seu maior medo é estar fedendo e ninguém contar isso a ela – devida a sua nova parceria com o desodorante Degree.

Como uma pessoa que admite que compra tudo o que disserem que ela precisa ter (ela também é a doida das embalagens), Lucy tem muitos produtos de beleza. Mas quais ela usa o tempo todo? A Cosmopolitan.com perguntou a Lucy – como parte da nossa nova série de beleza “Ok, mas quais produtos você realmente usa” – para contar o que tem na sua bolsa e nos mostrar o que vai quando ela vai viajar. Além disso, alguns produtos bônus que ela gosta no momento. Aqui estão as 14 escolhas.

Lucy Hales Beauty Products

 

1- EO Hand Sanitizer Spray in “French Lavender,” $14
“Tem cheiro de lavanda. Tão bom.”

2 – Nexxus Keraphix Damage Healing Treatment Masque, $17
“Uma máscara capilar porque eu deixei meu cabelo mais claro recentemente, e é bem difícil manter o cabelo saudável.”

3 – Mentos Pure Fresh Sugar-Free Gum in “Fresh Mint,” $3
“Eu sempre pego o maior. Eu tenho uma obsessão oral, então eu preciso estar mascando algo todo o tempo.”

4 – Degree Ultraclear Black & White Deodorant in “Pure Rain” $5
“Eu sou uma pessoa que estou sempre repetindo roupa. Eu era a menina que comprava muita coisa, e agora sou mais da qualidade acima da quantidade e não tem nada pior do que não poder usar algo por causa das marcas de desodorante. O ponto desse desodorante é que você pode usar roupa preta e branca (que é basicamente meu closet inteiro), e no branco o desodorante não deixa a roupa amarelada, e no preto, não deixa marcas brancas.”

5 – Kristen Ess The One Purple Shampoo and Conditioner Set, $50
“Kristen é minha amiga e ela faz meu cabelo, então obviamente eu vou usar seus produtos. O shampoo roxo deixa o cabelo mais brilhoso e não fica mudando a cor porque meu cabelo faz isso.”

6 – Chanel Joues Contraste Powder Blush, $45
“Agora que minha pele está mais limpa e eu gosto de usar blush. Eu não gostava antes porque era difícil misturar quando você tem um monte de outras coisas junto, mas eu gosto de blush.”

7 – La Prairie Cellular Radiance Cream Blush in “Peach Glow,” $70
“Meu item espalhafatoso. Os produtos de pele são maravilhosos também, mas eu amo blushs em creme no momento.”

8 – Dior Diorshow Brow Styler Ultra-Fine Precision Brow Pencil in “Universal Shade,” $29
“Esse é meu lápis de sobrancelha marrom favorito.”

9 – Kiehl’s Micro-Blur Skin Perfector, $35
“Esse é um primer que combina com tudo. Você pode usar debaixo da maquiagem ou com a maquiagem, o que quiser, é ótimo.

10 – Giorgio Armani Beauty Luminous Silk Foundation in “5,” $64
“Meu produto favorito de todos os tempos. É o clássico que eu sempre volto a usar.”

11 – Lucas Papaw Ointment, $8
“Melhor brilho labial do mundo.”

12 – Dior Rouge Dior Liquid Matte Lipstick in “Jungle Matte,” $37
“Eu prefiro o matte. Eu normalmente não gosto de nada muito brilhoso.

13 – Biologique Recherche Lotion P50
“Tem phenyl nele, então tem um cheiro engraçado, mas faz milagres. Aparentemente você tem que usar por nove meses antes de ver o benefício de verdade, mas para mim, faz minha pele parecer mais macia. Estou em um momento que se eu não preciso usar maquiagem, eu não quero, é o tipo de coisa que funciona.”

14 – Aquaphor Healing Ointment Advanced Therapy Skin Protectant, $14
“Eu fico com esse tubo de Aquaphor perto da minha cama há pelo menos uns três anos. É o melhor. Eu uso para tudo. Mais como brilho labial, mas você pode por onde quiser.”

Fonte: Cosmopolitan

Lucy concedeu uma entrevista ao site Coveteur onde contou que já pensou em desistir de atuar. Confira traduzido abaixo:

Depois que Lucy Hale emergiu de uma mudança de roupa na NYC’s Patent Pending, não posso deixar de notar o logotipo em sua camisa. Re/Done (Re/Feito), em letras brancas negritas e, embora esteja bem ciente da marca popular de roupas, a associação de palavras me diz que é bastante apropriado. Re/Done me faz pensar em fazer mais, o que me faz pensar em segundas chances. Quando você simplifica isso, você percebe o tema da nova série de Lucy, Life Sentence. Quando você vai um pouco mais fundo, é a fase atual da carreira da atriz. Ela está começando, e não mais como à Aria de Pretty Little Liars. Agora ela interpreta Stella: uma mulher doente que, depois de anos de luta, recebe alta dos médicos já que está curada e então tem que descobrir o resto de sua vida.

“Para assinar em um novo programa de TV, você deve dizer: “Posso me ver fazendo isso por X anos?”, Ela diz sobre seu papel na série, que vai ao ar às quartas-feiras às 21:00 da noite no CW. “E eu poderia. Eu realmente gosto de interpretar Stella, e eu amo as pessoas [na série]. É um trabalho dos sonhos.”

Claro, Lucy tem atuado desde sempre e até mesmo perseguiu cantar em certos pontos. Então, com o tema das segundas chances na minha mente, eu não posso deixar de perguntar: Lucy já pensou em fazer outra coisa? O que a fez assinar em outro grande programa de TV? E ela apenas só viveu o momento como sua personagem? De uma cabine mal iluminada, a atriz respondeu tudo e mais.

Estando na indústria por tanto tempo, você já pensou em fazer algo diferente?

“Já houve momentos. Quando criança, entretenimento sempre foi meu hobby, então, desde que consigo me lembrar, essa é a única coisa que eu já pensei em fazer. As pessoas me perguntam o tempo todo: “Se você não fosse um artista ou uma atriz, o que você faria?” Eu podia me ver sendo uma estilista, ou ser uma esteticista. Eu amo cuidar da pele. Eu gostaria muito de ser uma esteticista. Mas houve momentos na minha carreira de atriz onde eu pensei: “Eu gostaria de parar isso e fazer outra coisa?” Eu acho que é normal questionar o que você faz. E depois eu vou ter um sinal do universo que é como, ‘Não, você está no caminho em que você deveria estar.’ Eu tenho momentos em que eu estou trabalhando onde estou tão sobrecarregada com a alegria do que eu faço, que eu não poderia imaginar nada que me deixasse tão feliz quanto isso. Mas, assim como todas as outras pessoas, tive momentos em que eu pensei: “Estou tomando as decisões certas?”

E agora você está em Life Sentence. O que fez você decidir fazer outro grande programa de TV?

“Eu sabia que precisava ser exigente sobre o meu próximo passo depois de Pretty Little Liars. Não tinha idéia de que seria outro programa de TV. Eu pensei que ia fazer uma pausa, viajar pelo mundo por um ano, ou fazer algo na Broadway. Então eu recebi esse roteiro, e eu sabia no meu intestino que eu tinha que ser a garota que interpretaria essa personagem. Eu tive que trazer esse mundo à vida. Estou feliz por ter feito isso, porque criativamente, eu realmente precisava disso. Era um daqueles lembretes que eu estava no caminho certo. É apenas uma série especial e uma história especial sobre uma garota que pensou que ia morrer e conseguiu essa segunda chance na vida. Ela tem que descobrir quem diabos ela é e tem que redescobrir seus relacionamentos e descobre que sua família é absolutamente insana e disfuncional e o mundo é uma merda às vezes. Todos podemos nos relacionar com não saber quem nós somos, e eu realmente gravitei em relação a sua história “.

Você é o tipo de pessoa que vive o momento?

“Eu não sou. Eu sempre estou 10 passos à frente, sempre sou como “Oh, o que eu tenho que fazer amanhã?” Tanto, que eu sinto falta de momentos realmente bonitos. Mas minha personagem, Stella, é o oposto. Ela é tão espontânea, e apenas aprecia tudo a sua volta. Eu aspiro ser mais assim, porque há muitas vezes em que eu sou, ‘Wow, eu realmente não gostei disso porque eu estava preocupado com X, Y e Z.’ Então, é algo que eu trabalhando”.

Você disse adeus à Pretty Little Liars há mais de um ano, mas você ainda sente como se estivesse conctada com essa série?

“Eu sinto que essa série sempre me acompanhará, porque foi um fenômeno, sabe? Foi um grande negócio para muitas pessoas, e o sucesso que teve ainda sopra minha mente. Mesmo que alguns dias seja como uma lembrança distante, eu serei lembrada na rua, ‘Oh meu Deus! Eu assisti a todos os episódio de Pretty Little Liars! “Então eu acho que sempre será minha pequena sombra, que eu acolho e abraço”.

Você mencionou isso antes, mas você faria Broadway?

“Eu adoraria fazer a Broadway. Essa foi a primeira coisa que veio na minha cabeça. Eu amo música, eu amo cantar. Eu acho que a Broadway é o teste final de um artista, por causa de toda a preparação e ensaios e fazer isso ao vivo todas as noites, oito shows por semana. A luta pra mim seria… Eu sou tão perfeccionista. Quero que as coisas estejam certas o tempo todo, e ser capaz de deixar as coisas escorregarem seria difícil para mim. Talvez um dia faria a Broadway, mas sempre estou tentando fazer coisas novas e coisas que me assustam. Eu não acho que você tenha que viver nesta pequena caixa, eu acho que você pode fazer o que quiser “.

Você está fazendo alguma coisa no mundo da música?

“Acabei de terminar este filme de animação onde interpreto uma cantora. Eu adoraria apenas fazer álbuns e escrever e estar no estúdio o dia todo – adoro essa parte. Mas foi muito difícil para mim abraçar a parte de turnê [depois do meu último álbum]. Performar ao vivo me fez deixou muito ansiosa o tempo todo, eu estava tipo: “Por que estou me colocando para fazer isso, se isso me faz virar uma bagunça?” Eu tive que dar um passo atrás e reavaliar como eu queria fazer música e onde ela se encaixaria. No final do dia, ainda é meu hobby, eu amo mais a música do que qualquer coisa. Eu adoraria fazer outro álbum e, obviamente cantar através de trabalhos na atuação. E, você sabe, meus grandes sonhos da Broadway que eu falei sobre [risos]. Então, veremos “.

 

Fonte: Coveteur

Lucy concedeu uma entrevista ao site Variety onde menciona que estaria interessada em participar do spin-off de PLL, The Perfectionists, que começou a ser gravado essa semana em Portland. Confira traduzido abaixo:

Lucy Hale estrelou “Pretty Little Liars” por sete temporadas, conquistando uma legiões de fãs fanaticos da série da Freeform que se tornou um fenômeno cultural ao longo de seus 160 episódios. 
 
Depois de crescer em “Pretty Little Liars”, Hale está pronta para seu próximo capítulo: estrelar seu próprio programa de TV, “Life Sentence”, que estreia quarta-feira no CW.
 
Em “Life Sentence”, Hale interpreta Stella, uma jovem com câncer que vive a vida como se estivesse morrendo, para depois descobrir que ela está curada. 
 
“A maioria das pessoas pensa que esta série é sobre uma menina com câncer”, disse Hale a Variety.​Isso realmente se torna um show sobre uma garota que não tem ideia de quem ela é e tem qye repensar a vida porque até recentemente, ela estava vivendo como se ​não houvesse consequencia para suas ações. Ela estava vivendo como se não houvesse amanhã.
 
Aqui, Lucy conversa com a Variety sobre sua nova série “Life Sentence”, por que ela se sentiu atraída pela série, e se ela está interessada em uma reunião de “Pretty Little Liars”.
 
Você sabia que queria pular diretamente para outra série depois do fim “Pretty Little Liars”? Não tinha ideia do que queria fazer. Na minha mente, pensei que iria terminar “PLL” e tirar umas férias. E então, alguns meses antes, nós terminarmos a última temporada de “PLL” que eu consegui essa ideia, e foi apenas um desses cenários em que criativamente me deixou realmente animada. Eu não me importo se é uma peça de teatro ou um filme ou um programa de TV ou um filme de TV – se for um bom projeto e um bom papel, vou fazer isso. Foi muito diferente do que eu estava fazendo nos últimos oito anos, e eu sabia que queria que meu próximo passo fosse drasticamente diferente, só porque de forma criativa, eu fiz o mesmo coisa nos últimos oito anos, então eu precisava algo para estimular essa parte do meu cérebro.
 
O que você viu em “Life Sentence” que você soube que seria o melhor projeto para você? Eu nunca fiz nada tão leve quanto isso, porque há um elemento de comédia. Mas o porque eu realmente queria fazer esse papel, é porque acho que a Stella é uma personagem tão importante. Ela é alguém que eu quero aspirar para ser mais parecido. Ela é realmente inteligente, ela é apenas uma garota que ganha uma segunda chance na vida e está tentando descobrir quem ela é o que ela quer ser. Eu achei que a idéia era realmente interessante ter a história do filme de câncer e dar um final diferente do que costumavam ter.
 
No primeiro episódio, descobrimos que a Stella está livre do câncer. Quais serão as conseqüências de viver sua vida como se estivesse morrendo? Definitivamente, há consequências para algumas das escolhas que ela fez enquanto vivia como se estivesse morrendo. No centro da série tem uma história de amor – tem esse cara que ela se casou por capricho, porque ela pensou que só tinha alguns meses para viver, então ela achou que ela poderia se casar com esse cara, então ela tem que repensar quem é que ela casou e se eles realmente estão apaixonados. Todos esses segredos surgem em sua família. Sua família a protegeu de todo o mundo porque eles queriam lhe dar a melhor vida possível, e Stella percebeu rapidamente que o mundo é um lugar assustador e desordenado, e ela deve encontrar seu lugar nele e descobrir que caminho ela quer fazer para si mesma.
 
Qual é a mensagem que você espera passar aos espectadores, enquanto assistem a esse show? Eu nunca vivo no momento e é tão fácil tirar as coisas, e eu acho que estar vivo é algo para agradecer. Então eu acho que todos nós podemos tomar uma nota da Stella e viver cada dia como se fosse nosso último. O que eu realmente amo sobre essa série é que há assuntos realmente pesados ​​sobre os quais nós falamos, mas tudo acaba com senso de humor, e acho que é algo que todos podemos tentar – não levar tudo tão a sério, e apenas um pouco de rir com isso porque às vezes é tudo o que você pode fazer.
 
Odeio ser negativo, mas existe alguma chance do câncer da Stella voltar? Sim, sempre é possível que ele possa voltar. Mas na série, descobrimos imediatamente que Stella recebeu esse tratamento raro que cura o seu câncer. Basicamente, o que esses médicos fazem é que eles tomam esses vírus que normalmente matam pessoas, então Stella será injetada com o vírus da AIDS para que o vírus mate todas as células cancerigenas e deixe todas as células saudáveis ​​sozinhas e, felizmente, curar seu câncer. Na verdade, é um tratamento verdadeiro que eles fazem. É muito raro, e ainda está em estágios iniciais, mas é uma coisa real. Então ela está curada, mas acho que sempre há a possibilidade de que ele possa voltar.
 
Este é um show de luz e ficção, mas, como você interpreta uma jovem mulher que teve câncer, eu imagino que existe um elemento de verdade ali, então, como você fez sua pesquisa? Felizmente, nunca tive que passar por nada assim – nunca fui pessoalmente afetado pelo câncer. Foram muitos documentários e pesquisas online. Do ponto de vista médico da série, eu fiz muitas pesquisas porque queria garantir que fizéssemos justiça e que fosse real. Mas no coração da série, trata-se de uma garota que está perdida e ela tenta descobrir quem ela é, e eu definitivamente poderia me relacionar com isso porque todos nós estivemos lá. O maior desafio foi tentar fazer justiça à história do câncer.
 
Como você esteve a bordo na série desde o início, você conseguiu falar algo no desenvolvimento da sua personagem? Eu me sentei com os criadores e escritores da série, e eles me lançaram a ideia e adorei. Eles tiveram uma ideia a partir de como eu falei e agi, e eles escreveram o personagem para mim, o que é ótimo. Eles são muito talentosos, então eu queria deixar eles fazerem isso, e eu queria fazer parte disso. À medida que a série continuou, eles conseguiam sentir seus pontos fortes e fracos, e é realmente bom porque eles começam a escrever para você. Mas foi bom estar envolvido desde o início e ter esta página em branco. Eles me deixaram correr com o personagem e desenvolvê-lo para mim. Estou envolvido desde o início e estou muito envolvida emocionalmente com o projeto. Tem sido uma experiência de sonho.
 
Você notou alguma diferença na mudança da TV a cabo na Freeform para a TV aberta na CW? Até agora não. Não vi nenhuma diferença. Esta série me deixa um pouco mais ocupada porque “PLL” era, obviamente, um conjunto, e eu sou a liderança da série, então, apenas ajustando as diferenças.
 
Como a vida foi para você desde “Pretty Little Liars?” É tão estranho. Eu moro tão perto de onde filmamos isso, então é estranho não dirigir para esse lote todos os dias. Mas eu não fiz nenhuma pausa após a série – imediatamente eu fui fazer o piloto de “Life Sentence” e depois filmei “Verdade ou Desafio” e então comecei a temporada de “Life Sentence”, então eu realmente não tive um momento para sentar e pensar sobre isso. Eu só fiquei ocupada. Com “Life Sentence”, me mudei para Vancouver e é tudo novo, é como um novo capítulo. Foi triste fechar o último capítulo, mas estou entusiasmado com os meus próximos passos e ver o que todos os outros fazem.
 
Você gostaria de aparecer no spinoff “Pretty Little Liars”, ou se houvesse uma reunião, você gostaria de fazer parte disso? Sim, estou muito animada com o spinoff. Não posso esperar para ver o que eles vão fazer com ele. Agora, eu não sou parte disso. Mas sim, definitivamente. Essa série foi uma parte tão grande da minha vida, e acho que os fãs seriam muito gratos se talvez um dia a gente voltasse e fizesse algo juntos, então sim, isso é definitivamente possível.
 
Agora que você está em um novo capítulo de sua carreira, quais são seus objetivos? Obviamente, eu adoraria continuar fazendo essa série. Eu acho que o próximo passo para mim é que eu adoraria entrar em produção. Dirigir, eu não tenho muita certeza. Mas agora, estou trabalhando em tomar medidas para começar a produzir porque sempre foi um dos meus interesses. Eu adoraria fazer mais trabalho no cinema. Eu só sinto muita sorte de estar onde eu estou, e se eu puder continuar andando neste ritmo, eu ficarei muito feliz.




 

Fonte: Variety

Separamos aqui alguns links para vocês assistirem a série ao vivo direto dos Estados Unidos. Lembrando que o episódio não possui legendas. Começa às 22h (horário de Brasília).

LINK 1  (Feed 2)

LINK 2

LINK 3

LINK 4

Lucy esteve ontem nos estúdios do Build Series para discutir a estreia da sua nova série, Life Sentence, que acontece hoje na CW. Confira abaixo as fotos e o vídeo legendado pela nossa equipe:

APARIÇÕES EM EVENTOS – EVENTS & APPEARANCES > 2018 > 06/03 – VISITS THE BUILD SERIES AT BUILD STUDIO IN NEW YORK CITY

aolbuild060318-003.jpg aolbuild060318-005.jpg aolbuild060318-011.jpg aolbuild060318-015.jpg

Lucy concedeu uma entrevista ao site TV Guide em janeiro desse ano onde conta mais detalhes sobre a situação da família de Stella, sua personagem em Life Sentence, que estreia hoje na CW. Confira traduzido abaixo:

Lucy Hale vem do “viva como se você estivesse sendo perseguido” ao abrace a longa vida a sua frente em seu primeiro papel pós-PLL.

Hale interpreta Stella em Life Sentence, a nova série da CW sobre uma jovem que descobre que ela foi curada do câncer terminal que estava batalhando. Depois de oito anos vivendo cada momento como se fosse o último, Stella tem que crescer rapidamente e descobrir o que ela quer fazer com o resto de sua vida. É uma experiência desorientada quando Stella percebe que está casada com um homem que mal conhece e sua família inteira vem fingindo não ter problemas sérios por quase uma década.

Lucy conversou com o TV Guide no Television Critics Association em janeiro sobre a jornada da Stella e revelou como essa luta vai se desenrolar.

No pilot, Stella admite estar com medo dessa cura que vem recebendo. Quais são as coisas que ela tem mais medo?
Hale: Quando conhecemos a Stella, ela acaba de receber a notícia que ela vai viver no fim das contas. Stella ficou boa em viver a vida como se ela estivesse morrendo. Ela estava em paz com isso. Agora ela tem que viver como se fosse viver, o que eu acho que é assustador para ela porque as perguntas que nós nos fazemos – Quem eu aspiro ser? O que eu aspiro a fazer? Quais são meus sonhos? – Ela nunca tinha se perguntado isso, e também precisa descobrir muitas coisas novas sobre sua família. É um pouco demais. Ela é muito teimosa e um pouco cabeça dura e ela está determinada a viver a melhor vida que puder.

Ela recebe algumas revelações sobre coisas que a família vinha escondendo dela. Quanto ela vai receber até que ela diga, “Ok, isso é demais!”
Hale: Enquanto Stella tinha câncer sua família não queria jogar uma situação estressante nela. Eles queriam dar a ela os melhores anos de sua vida. Enquanto isso, sua família está lutando por trás das cenas. Sua mãe e seu pai não estão apaixonados. Eles se divorciaram, mas aos olhos da Stella, eles eram o casal apaixonado e perfeito. A mãe de Stella está descobrindo sua sexualidade. Seu pai tem dívidas. Seu irmão vende drogas (e com drogas eu digo que ele vende remédios para mães). Sua irmã basicamente desistiu de tudo para estar ao lado dela. Tem um senso de culpa na Stella também. É muita informação para processar que ela vai atingir o ápice. Ela é uma pessoa que conserta as coisas. Ela pega uma tarefa e coloca tudo que tem para tentar ajudar sua família, o que é o que todos nós fazemos. Nos colocamos no fogo às vezes. Ela descobre. Eu não sei como ela lida com tudo, mas ela consegue.

Para alguém que foi cuidada pelos últimos 8 anos, ela é incrivelmente capaz de tomar o reino agora. Essa é uma parte importante da sua personalidade?
Hale: Acho que ser cuidada nesse ponto por tanto tempo ela é muito ingênua sobre o mundo e o quão doloroso e confuso pode ser. Você a conhece e você acha que ela é super independente e capaz, e ela é, de alguma maneira, mas durante a série ela percebe, “Oh, eu não tenho ideia de quem sou. Eu não sei o que eu quero fazer. Isso é muito para eu suportar.” Acho que tem momentos onde ela só quer correr de tudo isso, mas essas são perguntas normais e coisas que todos temos que lidar. Ela tem que lidar com isso tarde demais e em circunstâncias diferentes.

Stella desenvolve uma amizade com essa menina mais nova, Sadie, que tem o mesmo tipo de câncer. O que você pode nos dizer sobre como essa relação funciona para ambas?
Hale: Inicialmente, Stella é atraída para Sadie porque ela sabe exatamente o que ela está passando e ela vê essa menininha que não tem o mesmo apoio que Stella teve. E acaba sendo muito mais do que Stella a colocando debaixo da sua asa. Acaba que Sadie cuida da Stella. Stella é meio que uma bagunça a maioria das vezes e Sadie é tão esperta apesar dos anos. Stella acaba aprendendo muito com essa alma velha, mais do que aprendeu com qualquer outra pessoa. Se torna uma linda amizade. Elas dão e recebem.

Fonte: TV Guide