Lucy concedeu uma entrevista ao site TV Guide em janeiro desse ano onde conta mais detalhes sobre a situação da família de Stella, sua personagem em Life Sentence, que estreia hoje na CW. Confira traduzido abaixo:

Lucy Hale vem do “viva como se você estivesse sendo perseguido” ao abrace a longa vida a sua frente em seu primeiro papel pós-PLL.

Hale interpreta Stella em Life Sentence, a nova série da CW sobre uma jovem que descobre que ela foi curada do câncer terminal que estava batalhando. Depois de oito anos vivendo cada momento como se fosse o último, Stella tem que crescer rapidamente e descobrir o que ela quer fazer com o resto de sua vida. É uma experiência desorientada quando Stella percebe que está casada com um homem que mal conhece e sua família inteira vem fingindo não ter problemas sérios por quase uma década.

Lucy conversou com o TV Guide no Television Critics Association em janeiro sobre a jornada da Stella e revelou como essa luta vai se desenrolar.

No pilot, Stella admite estar com medo dessa cura que vem recebendo. Quais são as coisas que ela tem mais medo?
Hale: Quando conhecemos a Stella, ela acaba de receber a notícia que ela vai viver no fim das contas. Stella ficou boa em viver a vida como se ela estivesse morrendo. Ela estava em paz com isso. Agora ela tem que viver como se fosse viver, o que eu acho que é assustador para ela porque as perguntas que nós nos fazemos – Quem eu aspiro ser? O que eu aspiro a fazer? Quais são meus sonhos? – Ela nunca tinha se perguntado isso, e também precisa descobrir muitas coisas novas sobre sua família. É um pouco demais. Ela é muito teimosa e um pouco cabeça dura e ela está determinada a viver a melhor vida que puder.

Ela recebe algumas revelações sobre coisas que a família vinha escondendo dela. Quanto ela vai receber até que ela diga, “Ok, isso é demais!”
Hale: Enquanto Stella tinha câncer sua família não queria jogar uma situação estressante nela. Eles queriam dar a ela os melhores anos de sua vida. Enquanto isso, sua família está lutando por trás das cenas. Sua mãe e seu pai não estão apaixonados. Eles se divorciaram, mas aos olhos da Stella, eles eram o casal apaixonado e perfeito. A mãe de Stella está descobrindo sua sexualidade. Seu pai tem dívidas. Seu irmão vende drogas (e com drogas eu digo que ele vende remédios para mães). Sua irmã basicamente desistiu de tudo para estar ao lado dela. Tem um senso de culpa na Stella também. É muita informação para processar que ela vai atingir o ápice. Ela é uma pessoa que conserta as coisas. Ela pega uma tarefa e coloca tudo que tem para tentar ajudar sua família, o que é o que todos nós fazemos. Nos colocamos no fogo às vezes. Ela descobre. Eu não sei como ela lida com tudo, mas ela consegue.

Para alguém que foi cuidada pelos últimos 8 anos, ela é incrivelmente capaz de tomar o reino agora. Essa é uma parte importante da sua personalidade?
Hale: Acho que ser cuidada nesse ponto por tanto tempo ela é muito ingênua sobre o mundo e o quão doloroso e confuso pode ser. Você a conhece e você acha que ela é super independente e capaz, e ela é, de alguma maneira, mas durante a série ela percebe, “Oh, eu não tenho ideia de quem sou. Eu não sei o que eu quero fazer. Isso é muito para eu suportar.” Acho que tem momentos onde ela só quer correr de tudo isso, mas essas são perguntas normais e coisas que todos temos que lidar. Ela tem que lidar com isso tarde demais e em circunstâncias diferentes.

Stella desenvolve uma amizade com essa menina mais nova, Sadie, que tem o mesmo tipo de câncer. O que você pode nos dizer sobre como essa relação funciona para ambas?
Hale: Inicialmente, Stella é atraída para Sadie porque ela sabe exatamente o que ela está passando e ela vê essa menininha que não tem o mesmo apoio que Stella teve. E acaba sendo muito mais do que Stella a colocando debaixo da sua asa. Acaba que Sadie cuida da Stella. Stella é meio que uma bagunça a maioria das vezes e Sadie é tão esperta apesar dos anos. Stella acaba aprendendo muito com essa alma velha, mais do que aprendeu com qualquer outra pessoa. Se torna uma linda amizade. Elas dão e recebem.

Fonte: TV Guide