Lucy concedeu uma entrevista ao site Kidzworld durante a divulgação de seu novo filme, Truth Or Dare, para conversar sobre o filme, Life Sentence e mais. Leia traduzido abaixo:

Lucy Hale, usando um vestido roxo, sentou com jornalistas em LA para falar sobre seu nome filme de terror, Truth Or Dare, baseado no famoso jogo. A loira interpreta uma jovem viajando com os amigos para o México quando o jogo se transforma em um desafio de vida ou morte. Alguém… Ou algo, pune severamente aqueles que mentem ou se recusam a fazer os desafios.

Lucy admite que ela é uma grande fã de filmes de terror e está feliz de usar elementos da sua antiga série PLL e expandí-los para as telonas em seu primeiro filme como protagonista pro cinema. Ela também seguiu em frente com sua série na CW, Life Sentence, onde ela interpreta Stlla Abbott, uma jovem que é curada do câncer terminal e prcisa aprender a viver com as escolhas que fez quando decidiu viver como se estivesse morrendo.

Leia o que Lucy tem a dizer sobre seu novo filme, nova série e sua família no Tennessee.

Pergunta: Esse é um filme muito assustador. Acho que é seu primeiro filme de terror certo?
Lucy: É. PLL definitivamente me preparou para isso porque tinham partes na série que eram parecidas com um filme de terror mas, sim, não foi o primeiro filme de terror que fiz mas meu primeiro como protagonista. Foi muito divertido de gravar, com um contexto bizarro e eu gosto de fazer coisas estranhas e bizarras, então eu sabia, depois de ler, que era algo que eu queria fazer parte.

P: E vai ser lançado na sexta feira 13 (nos EUA)!
Lucy: (Risos) Sim. O dia perfeito.

P: Então, você tem alguma superstição?
Lucy: Não muitas. Mas, quando mercúrio está invertido, você tem que ter cuidado com várias coisas. Eu entendo um pouco de astrologia mas eu não evito gatos pretos ou algo assim. Eu não sou tão supersticiosa.

P: Você já era familiarizada com o jogo de verdade ou desafio? Você já jogou?
Lucy: Oh sim. Acho que verdade ou desafio é um desses jogos que você ouve o nome e imediatamente é levado ao ensino fundamental quando você jogava com os amigos. Acho que isso é o legal de tudo. É muito nostálgico e todos provavelmente já jogaram em algum momento da vida. Eu era uma criança muito envergonhada e eu não acho que eu joguei muito. Obviamente, fizemos desse um jogo mortal de verdade ou desafio. Mas o que é legal é que você provavelmente entra no filme lembrando de quando você jogava quando era mais jovem.

P: Sua personagem em Truth Or Dare tem medo durante o filme. É emocionante e ela está passando por essas coisas com seus amigos. Como foi manter esse nível de energia e o que o elenco fez para manter isso?
Lucy: Foi um desafio. As apostas são altas todo o tempo então estávamos constantemente nos lembrando do cenário e qual era a aposta. Mas porque era uma gravação curta, e tínhamos que nos mover rápido, não teve tempo para cena por cena. Então, isso nos ajudou porque estávamos correndo para ter certeza que tínhamos tudo e acho que isso só aumentou a energia no set para todos nós.

P: Você é uma fã de filmes de terror?
Lucy: Eu sou. Desde que eu lembro eu sou uma fã de filmes de terror, até quando eu era bem pequena e provavelmente nem deveria estar assistindo. Mas eu amo a Blumhouse. Eu amo os riscos que eles correm. Eu amo que eles fazem filmes que ninguém está fazendo e vão atrás. Obviamente, eles tão pessoas adoráveis e me deram um emprego então eu sou muito grata. Mas sim, o primeiro Atividade Paranormal, é um dos meus filmes favoritos.

P: Você gravou tudo no México?
Lucy: Fizemos uma viagem ao México para nos conhecermos, antes de começar a gravar. Tem uma sequência de todos nós no telefone no filme. Aquilo fomos nós durante a viagem. Mas eu não acho que sabíamos naquela época que essas gravações seriam usadas. Acho que foi um bom toque. Fez parecer que somos amigos mesmo. O filme quase começa como um documentário, o que eu acho que é legal. Te leva pra dentro do filme. Mas o resto foi gravado em LA parecendo que era o México.

P: Você conhecia algum dos seus colegas de elenco ou vocês se tornaram amigos enquanto trabalhavam juntos?
Lucy: Eu conhecia o Tyler Posey através de amigos e de vista e eu conhecia o Sam Lerner que faz o Ronnie. Eu adoro o Sam demais. Eu conheço ele há um tempo mas acho que todos os outros foi o primeiro contato. Nós nos demos bem super rápido e a química estava lá desde o começo o que obviamente deixa mais fácil filmar com pessoas que você gosta de estar rodeado.

P: Teve algo particularmente complicado para você nesse filme? Que cena fica na sua cabeça depois de filmar?
Lucy: Bom, eu não me identifico com nada disso, da história. Nada disso aconteceu comigo então você tem que criar as histórias na sua cabeça. É uma lembrança constante de que ‘Você vai morrer se não fizer isso’, então foi isso. Mas tiveram cenas que exigiram muito fisicamente, como a cena da cobertura. Levou quatro dias e tiveram muitas gravações com drone e nós correndo em volta da casa. Essa foi provavelmente a cena mais complicada que fizemos.

P: Você tem uma série nova, Life Sentence. É diferente, fazer uma nova personagem depois de todo o tempo em PLL?
Lucy: É sim. Eu sabia, que depois de PLL eu queria fazer algo realmente diferente porque eu vivi nesse mundo por oito anos e eu sabia que queria mudar um pouco. Mas o que me levou a essa série foi essa linda história de uma menina que ganha uma segunda chance na vida e tem que descobrir quem ela é e tomar conta da família. Se torna uma história de amadurecimento para todos porque quando alguém fica doente, obviamente afeta todos ao redor, quando alguém é curado, muda tudo novamente. Eu pensei que era muito divertido e doce. É diferente e assustador ter essa nova série e dar ela ao mundo sem saber o que vai acontecer depois. Mas vem sendo recompensador e eu estou feliz de ter decidido ir nesse caminho.

P: Você é originalmente do Tennessee. Você volta para casa?
Lucy: Todo o tempo. Eu estava lá fim de semana passado. Eu tento ir todo o mês. É ótimo. Eu sou muito próxima da minha família. É ótimo falar tipo ‘Oh. É assim que as pessoas vivem. Isso é legal’ e eu tenho duas sobrinhas que eu sou muito próxima.

P: Você já terminou de gravar Life Sentence?
Lucy: Terminamos a primeira temporada e estamos esperando para saber sobre a segunda temporada, então é um jogo de espera divertido, não saber o que vai ser da sua vida no próximo ano. Acho que vamos saber o que acontece em maio.

P: E você tem um filme na Netflix?
Lucy: Sim. Eu tenho um filme na Netflix chamado Dude, que vai ser lançado dia 20 de abril, que eu gravei há dois anos atrás e é um filme bem específico então levou um tempo para achar uma casa mas Netflix realmente gostou e vai lançar.

P: Você atua a maior parte da sua vida e você começou bem jovem…
Lucy: Sim, no American Juniors de 2003. Eu tinha 13 anos mas venho trabalhando consistentemente desde que eu tinha 15 ou 16;

P: Você tem um mapa do que você quer fazer e quando fazer ou só vai na onda?
Lucy: Qual é aquele ditado ‘A vida acontece enquanto você faz planos?’ Não. Eu não tenho tudo mapeado. Eu gosto de correr riscos e isso é como uma escada. Eu trabalhei duro e conheci mais pessoas e mais portas se abriram. É por isso que amo meu trabalho. Você nunca sabe o que vai fazer no dia seguinte e isso é excitante para mim. Eu vou ver o que acontece de agora em diante.

P: O que você quer que as pessoas tirem desse filme?
Lucy: Esse filme é um momento bom, uma aventura para assistir. Tem momentos que são muito divertidos e momentos que são sinistros. Apenas vá, se divirta e se perca nele. Acho que é um bom filme para entrar dentro. Espero que goste.

Fonte: Kidzworld